Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on Jun 27, 2014 in Destaque, Dicas | 2 comments

O que esperar na primeira vez

O que esperar na primeira vez

Quem conhecer alguém que faça CrossFit, já reparou que a opinião dele em relação ao CrossFit é muito simples: é a melhor coisa do mundo e tudo o resto (zumba?!), nem sequer vale a pena discutir. Esta natureza aguerrida e de defesa daquilo que nos apaixona é uma das características que nos faz CrossFitters, mas ao mesmo tempo pode afastar algumas pessoas que podem ficar assustadas por esta atitude. Na verdade nós somos uns amores (uns gatinhos mesmo!), mas a paixão pelo CrossFit às vezes não nos deixa ver o nosso mundo através dos olhos de alguém que ainda não descobriu as maravilhas do CrossFit.

Para todos os que se querem iniciar no CrossFit, aqui fica a nossa ajuda para reduzir o factor de intimidação.

1. Não vai ser logo muito intenso e difícil

Quem ouve falar no CrossFit acha logo que é super intenso, difícil e para gente doida, mas a verdade é que vai demorar tempo até conseguir treinar com intensidade. Antes disso o foco será na técnica e na forma correta de execução dos movimentos fundamentais. A intensidade vem depois.

Portanto, se queres começar e tens medo, no inicio podes ter a certeza que ninguém quer que seja tão difícil que não voltes no dia seguinte, porque não te consegues mexer. É perfeitamente normal que inicialmente faças apenas 50% do que o resto das pessoas estão a fazer.

2. Mas vais trabalhar no duro

Não vais fazer os movimentos mais avançados nas primeiras aulas, mas não te esqueças que o trabalho duro é que produz resultados, por isso não esperes que seja tudo fácil.

Como em tudo quando se começa, tudo é novo e por isso tudo “cansa”, mas após algumas sessões, aquilo que é novidade passam a ser hábitos de todos os treinos. Vais sentir-te cansado e dorido em alguns músculos (há quanto tempo não eram usados?), mas isso serve apenas para te lembrar que usaste músculos novos e que precisas de recuperar.

3. Vais aprender os nove movimentos básicos

Existem 9 movimentos fundamentais para aprender e dominar: air squat (sem barra), front squat, overhead squat, shoulder press, push press, push jerk, deadlift, sumo deadlift high pull, e medicine ball clean. Não faz sentido aprender outros mais complexos sem dominar estes primeiro.

Estes movimentos estão presentes no nosso dia-a-dia: quem tem filhos pequenos tem que pegar neles do chão para o seu colo todos os dias – isso é um Deadlift! estes movimentos fundamentais são a base de tudo o resto.

4. Vais querer ter um bom treinador

Claro que somos suspeitos relativamente a este ponto, mas procurem não só alguém que tenha um bom conhecimento técnico, mas que invista em vocês enquanto pessoas também – que saiba como motivar, como fazer sobressair o melhor de cada um e que vos ajude a atingir os resultados que pretendem e que faça com que queiram voltar a treinar no dia seguinte.

5. Não te vais habituar ao treino do dia (WOD)

E porquê?

Porque na verdade todos os dias é diferente! A aula obedece a uma estrutura definida (nada é feito ao acaso), mas o treino é todos os dias diferente, com objectivos diferentes. Pode incluir e envolver corrida, remo, salto às cordas, treino com barras olímpicas muito pesadas, ginástica, pneus gigantes, elásticos, bolas grandes muito pesadas, pinos e flexões – combinadas de 1001 maneiras. Aborrecimento não faz parte do menu!

6. Prepara-te para libertar a tua natureza competitiva

No final de cada treino, todos escrevem os seus resultados no quadro onde também está escrito o WOD. O resultado pode ser o tempo que demoraram a completar o WOD, o número de repetições feito, ou o peso que conseguiram fazer. Existem dois grandes benefícios nisto: primeiro podes ir acompanhando a tua evolução – em vez de ser uma coisa subjetiva, consegues ver quanto é que estás melhor: mais rápido, mais resistente, mais forte. O registo dos resultados serve também de incentivo extra – olhamos para o lado e vemos alguém com o mesmo nível que nós ou um pouquinho melhor, e vamos querer fazer um esforço extra por acompanhá-lo ou até superá-lo. Este aspecto competitivo não é possível ter quando treinamos em casa sozinhos, por exemplo.

Algumas pessoas ficam surpreendidas com a sua própria natureza competitiva – aqueles números no quadro são o combustível que lhes faltava para atingirem os seus objectivos!

7. Todos podem fazer CrossFit

O que muitas pessoas não conseguem perceber antes de verem com os seus próprios olhos, é que o CrossFit é universalmente ajustável, isto é, qualquer que seja o teu nível físico é possível começares esta jornada. Claro que vai ser intenso, vais ter que trabalhar no duro, mas sem isso não há resultados, e quem disser o contrário está a mentir. O segredo é ser consistente e aprender a ter prazer no processo, na jornada, na evolução, na camaradagem que se desenvolve entre os companheiros de treino, que sofrem connosco naqueles WOD’s que desafiam os nossos limites.

Todos podem fazer CrossFit, mas o CrossFit não é para todos. O CrossFit é para aqueles que acreditam que os objectivos se atingem com trabalho, que têm prazer na caminhada até lá chegar, que querem desfrutar da vida sem atalhos fáceis nem esquemas. O CrossFit é para as pessoas que querem sempre melhorar e explorar as suas fraquezas sem medo de falhar.

Parece que é só fazer exercício, mas é muito mais do que isso.

 

2 Comments

  1. Oi,tentei fazer crossfit,pois acho musculação muito rotineira,tentei fazer,mas não passei de uma semana,logo no meu primeiro dia mei professor mandou eu fazer a mesma sequência dos veteranos,não co seguir realizar a metade das séries,passei até mal,ele disse que era normal,ele nem quis ver minha avaliação, fiqui super mal em não conseguir realizar as séries,mais tentei ir novamente no decorrer da semana,e mais uma vez ele mamdava a mesma coisa que os outros que estavam acostumado,aí desistir.
    E uma pena prq gostei muito,mais para uma pessoa sedentária a 5 anos achei pesado demais,deveria ter um grau,e conforme eu fosse me achando comfortavel eu iria evoluindo,ou mesmo ele deveria recomhecer meus limites me observando.
    Fiquei traumatizada,e não tentei mais ir em outras academias.
    Estou fazendo musculação mesmo sem gostar,para ver se comsigo mais resistência e voltar a tentar o cross.
    PS. No primeiro dia ele pediu 30 barras, caramba não conseguir nem 10😢…fiquei malzona.
    Esse treino e assim mesmo? Já pego no pessado,digo pesado mesmo,no primeiro dia,até me adaptar?

    • Oi Suh,
      Não é nada assim que se deve começar no CrossFit, o processo de ficar em boa forma deve ser gradual, divertido e acima de tudo, seguro.
      Pegar pesado logo nas primeiras semanas é garantia de frustração e pior ainda de alguma lesão.
      O que recomendo é iniciar por treinos funcionais – CrossFit é treino funcional vitaminado 🙂 – para aprender a mecânica dos movimentos e ir entrando neste universo, depois passar para os treinos de Fundamentais do CrossFit e só depois começar com os treinos de CrossFit com a malta mais experiente. Um abraço da equipa do CrossFit Matosinhos 😉

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: