Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on Nov 16, 2015 in Destaque, Dicas, Equipamento | 0 comments

Sapatilhas para correr: Como escolher?

Sapatilhas para correr: Como escolher?

Normalmente todos nós quando iniciamos qualquer modalidade desportiva, procuramos adquirir material desportivo específico para essa mesma modalidade.

No treino da corrida esse fator é de extrema importância devido ao movimento cíclico e repetitivo, em que o atleta procura conforto, menor peso da sapatilha, melhor aderência para os diferentes pisos… Tudo, para tirar o melhor rendimento da sua corrida: correr mais longe, mais rápido e melhor.

Mas a escolha da melhor sapatilha não é tão linear como possa parecer,  pois a melhor sapatilha para um determinado atleta, poderá não ser a mais adequada para outro.

Vejamos:
O simples caminhar multiplica o impacto do peso corporal 1,5 a 2 x mais, a corrida multiplica este impacto 3 a 6 vezes mais e o salto multiplica 7 a 13 vezes mais.

Em cada passada verifica-se pelo menos uma carga de 3 vezes superior à do peso corporal, logo um atleta de 70 kg exerce um impacto de 210 kg. Carga esta multiplicada pelos milhares de passadas ao longo de uma corrida, ao longo de uma semana de treino, um mês…
Face a isto, é relevante o atleta fazer uma boa escolha na aquisição da sua sapatilha e deve ter em conta diversos fatores.

Fatores importantes:

 1. Características anatómicas do pé:

                                     858ccba1-97e7-4fdc-b256-4ce689197bec
. Pé Normal;
. Pé plano (perda de curvatura do arco interno do pé);

. Pé cavo (acentuação da curvatura do arco interno do pé);

2. Tipo de passada:

. Pronadora: O atleta pronador aborda o solo com o lado externo do calcanhar, na fase de apoio passa o peso para o lado interno do pé e na fase de propulsão mantém o peso no lado interno do pé, muito sobre o hallux (dedo grande do pé);

. Neutra: Estes atletas fazem uma abordagem uniforme ao solo, pelo calcanhar, na fase de apoio mantém o peso no centro e na fase de propulsão também;

. Supinadora: Estes atletas fazem uma abordagem ao solo com menos preponderância do calcanhar e nas fases  de apoio e propulsão colocam o peso muito sobre o bordo externo do pé.

363b3e0c-b05f-4302-abfc-b6dfdc3bf56b d2fa6961-ab1d-46f1-ac53-16e0d5434cc3 b6d368cc-f9e9-49cc-b43e-4e4cad00038c

3. Peso do atleta: O peso é um fator muito importante. Atletas mais pesados devem adquirir uma sapatilha mais robusta, com uma boa capacidade de amortecimento.

4. Piso onde treina: Se o local de treino é estrada, a sola da sapatilha será mais lisa com bom amortecimento. Se corre em terra batida ou “trail” será uma sapatilha com menor amortecimento, com uma sola mais acentuada para melhor tração.

5. Ritmo a que corre: Se temos um atleta que corre a ritmo elevado, quase tudo isto deixa de fazer sentido, pois temos um atleta treinado, com um bom reforço muscular no pé, o que lhe proporciona uma corrida mais sobre o terço anterior do pé. Isto leva  a aquisição de sapatilhas mais leves, com menor amortecimento associado ao maior conforto. Para quem está a iniciar a corrida é importante correr no terço anterior do pé. Para isso o atleta deverá primeiramente reforçar bem toda a musculatura envolvente do pé.

6.Historial clínico de lesões:
Um atleta com historial clínico de lesões deverá adquirir uma sapatilha que lhe proporcione o maior conforto na corrida, não esquecendo o reforço da musculatura do pé, joelho, anca… para melhor qualidade de vida e de treino.

Conclusão:
As lesões no treino da corrida são mais incidentes no tendão de aquiles etendão rotuliano provocado pelo treino de um movimento cíclico e repetitivo que é a corrida. Os atletas deverão procurar conforto na sua sapatilha, sendo esta, adequada às suas características. Atletas treinados (alto rendimento) exploram um pouco mais para atingirem patamares de velocidade e de ritmo fora do normal. De salientar que estes atletas não correm sempre com sapatilhas de competição, variam de sapatilhas conforme o treino, inclusive fazem treino descalço. 

Será relevante todos os atletas fazerem um check-up ao seu tipo de passada, atualmente acessível até em lojas de desporto em shopping, para melhor se conhecerem e adquirirem a melhor sapatilha.

 

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: